domingo, 13 de janeiro de 2013

Resenha publicada no Skoob


Resenha

Me surpreendeu.

13/01/2013

Para Sempre conta a história de um grande amor vívido entre Justin Stone e Elizabeth Marbrook (ou Lizzy), ela uma menina doce mas com uma família problemática, pai alcoólatra e mãe ausente que encontra em seu vizinho, Justin, um menino lindo, gentil e educado, um apoio e uma razão de vida. Justin e Lizzy se tornam amigos e confidentes inseparáveis e, no início da adolescência dos dois, acabam se descobrindo apaixonados um pelo outro. Mas Justin é obrigado a se mudar, com sua família, de cidade e o que parecia um sonho para os dois acaba por ser interrompido, mas não sem a promessa de se reencontrarem novamente.

“- Eu te amo! Nosso amor será “para sempre”. Nunca se esqueça disso, Lizzy. Eu irei te reencontrar. Não precisa ter medo. Nosso tempo de dor e solidão começa agora, mas eu prometo que no dia que estivermos juntos novamente eu te amarei tanto, mais tanto, que vai enjoar de mim. Tudo que eu disse nesses anos é a mais pura verdade.”
Pág. 78

Após dez anos, de uma forma um tanto inusitada, eles se reencontram e aquela explosão de sentimentos que acontecia quando estavam juntos na adolescência ainda está lá e nenhum dois dois pretende abrir mão um do outro novamente. Mas agora, como adultos, as coisas não serão tão fáceis, existem muitos empecilhos e muitas coisas mudaram na vida de cada um deles. Ao longo da trama iremos acompanhar todas as situações difíceis que irão permear esse relacionamento e como eles irão se portar perante as adversidades da vida, nos mostrando que o "felizes para sempre" não é eterno mas vale cada momento.

O livro é narrado sob o ponto de vista de Lizzy e irá intercalar entre o momento presente com eles já velhos, e os momentos importantes da vida dos dois no passado. Perdi a conta das vezes em que chorei em alguma passagem da vida deles e não dá para não se sentir conectada com Lizzy ou com algum dos outros personagens em determinadas situações. Inúmeras vezes me peguei torcendo em alguns momentos ou com raiva das besteiras que a Lizzy e o Justin faziam em outros. São coisas reais, que podem e acontecem com cada pessoa.

Justin é o sonho de várias mulheres, lindo, charmoso e apaixonado, comete alguns erros mas sabe admiti-los e aprender com eles e é capaz de se sacrificar por aqueles a quem ama. A relação dos dois é muito linda e tocante, realmente muito especial. E não posso deixar de comentar sobre o meu personagem preferido na história, o irmão de Justin, Jony, um menino de oitos anos mas que é muito mais esperto e inteligente que a maioria dos adultos. Ele é a coisa mais encantadora do mundo e ri muito com suas tiradas.

“- Obrigada pelo que fez hoje. Não aguentava mais ver minha mãe chorar. Quando meu pai vai perceber que cada um é um ser único? Eu estudei isso em ciências e acho o máximo. Por mais parecidos que sejam as pessoas, até os gêmeos, não existe ninguém igual. Isso é o barato da coisa. Se Justin quer ser músico e não advogado, que seja. Quem vai se “fu...” se der errado é ele. Faz parte da vida pagar pelas consequências dos atos.
O menino falou como se fosse um adulto, cheio de experiência de vida, e fiquei surpreendida.
- Você tem mesmo oito anos? - Perguntei rindo, tentando entender aquela criança tão especial.”
Pág 171

O final é previsível já nas primeiras páginas mas isso não me incomodou, a autora mesmo se justifica dizendo querer mostrar na história a vida como ela é e não uma fantasia. A narrativa da Glaucia é maravilhosa e em nenhum momento o livro ficou cansativo. A capa é linda e a diagramação também. Tem vários erros de revisão, o que tem se mostrado comum ultimamente entre as editoras, mas nada que tenha me atrapalhado muito. O livro foi lançado pela editora Baraúna mas quem não conseguir achá-lo nas livrarias pode entrar em contato diretamente com a autora através do seu blog. http://www.teamareiparasempre.net/

Publicada em: http://www.skoob.com.br/estante/livro/19947301

0 comentários:

Postar um comentário